Super Troca de Óleo
Troca de Óleo

O óleo do motor tem como função lubrificar e reduzir a um mínimo o atrito e o calor gerados, mantendo a temperatura das partes móveis do motor dentro dos limites toleráveis, evitando desgastes prematuros destas partes.

Com o funcionamento do motor, o óleo se contamina perdendo sua eficiência, podendo comprometer a vida útil do motor, dessa forma, deve ser trocado periodicamente de acordo com as indicações no manual do fabricante do veículo, para que não ocorra falhas no sistema de lubrificação. Além disso, não esqueça de verificar o nível do óleo a cada 1.000 quilômetros e antes de viagens longas.

A Multi Óleos possue as melhores marcas de óleos disponíveis no mercado, seus equipamentos são de última geração e sua equipe é constantemente treinada. Dessa forma, seu carro sempre receberá o que existe de mais avançado no mundo automotivo.

Classificação dos Óleos

Os óleos lubrificantes são classificados por três normas: SAE, API e ASTM.

SAE: Society of Automotive Engineers (Associação dos Engenheiros Automotivos)- define a classificação do lubrificante conforme a necessidade, normalmente está relacionada a viscosidade do óleo.

API: American Petroleum Institute (Instituto Americano de Petróleo)- desenvolve a linguagem para o consumidor em termos de serviços dos óleos lubrificantes.

ASTM: American Society for Testing of Materials (Associação Americana para Prova de Materiais)- Define os métodos de ensaios e limites de desempenho do lubrificante.

Nos EUA, a SAE, API e ASTM constituem o grupo trino responsável por especificações aceitas pelas indústrias. Solicitações para novas classificações ou revisões das já existentes são enviadas pelo Comitê Técnico de Lubrificantes e Combustíveis do SAE, que estabelece um grupo-tarefa para estudar a proposta.

Se o grupo-tarefa concorda que uma nova categoria seja necessária, faz-se uma solicitação oficial a ASTM para desenvolver ou selecionar as técnicas de ensaio necessárias. A tarefa do API é a de desenvolver a linguagem usada para comunicar ao usuário a nova categoria.

Classificação quanto a viscosidade

Quando um fluido muda do estado de repouso para o de movimento, ocorre uma resistência ao fluir, devido ao atrito interno do mesmo. A viscosidade é uma medida desse atrito interno. Para se medir a viscosidade do lubrificante existem diversas técnicas.

Sua classificação se dá pela norma SAE seguido por números com dois algarismos (para lubrificantes de motores a explosão). Quanto maior for esse número, maior será a viscosidade do óleo. Em termos mais vulgar, digamos "mais grosso". Assim temos: SAE 5, SAE 10, SAE 20, SAE 30, SAE 40, etc. Esses lubrificantes também são chamados de monograu ou monoviscoso, pois, independente da temperatura, sempre terá seu valor ao indicado.

Temos também os óleos multigrau ou multiviscosos. Esses óleos possuem dois números, sendo o primeiro acompanhado pela letra W (winner) que significa inverno em inglês, lembrando baixas temperaturas. Sendo assim, sua viscosidade pode variar de acordo com a temperatura, atendendo melhor o motor. Ex: SAE 20W 40, SAE 20W 50, etc.

Classificação quanto ao serviço

A norma API classifica o óleo lubrificante quanto ao serviço prestado por eles (motores que atendem). Sua classificação se dá sempre pela sigla API seguida da letra S (service) e outra que vai de A até L atualmente. Quanto mais avançado for a segundo letra, melhor é o lubrificante em termos de serviço, ou seja, atendem a todos os motores fabricados até hoje. Ex: API SA, SB, SC, SD, SE, SF, SG, SH, SI, SJ e SL.

Os óleos SA não possuem aditivação e atendem apenas aos motores muito antigos, fabricados antes da década de 50. Os óleos SL são indicados a todos os motores fabricados até hoje. Lembre-se, quanto maior o avanço da segunda letra, mais caro é o óleo.

Se você tem um carro da década de 80 por exemplo, não necessita utilizar óleos SJ ou SL. Logicamente não trarão problemas, mas seria como se quisesse colocar uma tachinha com uma marreta. Veja abaixo algumas das classificações:

SF: De 1980 a 1989
SG: De 1989 a 1994
SH: De 1994 a 1996
SI: De 1996 a 1998
SJ: De 1998 a 2000
SL: De 2000 aos dias atuais.

Muitos dos óleos recomendados para motores até 1996 já não estão mais a venda, sendo necessário substituir pela categoria superior.

Essa classificação somente é válida para os motores a álcool e a gasolina. Motores diesel são classificados pela sigla API + C + A

 

Aviso de Troca de Óleo

Cadastre seu email para receber um aviso automático de quando será necessário trocar o óleo de seu veículo:
E-mail:
Placa:
km rodados
por Dia:
Tipo de Óleo:
Data da última troca:
Data de nascimento:

 

Enquete